quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Alunos do curso de Protetor Ambiental se formam em Maracajá

Uma parceria entre a prefeitura de Maracajá e a Polícia Ambiental proporcionou o curso de Protetor Ambiental para 16 alunos selecionados da rede pública municipal e estadual. As aulas iniciarem em 20 de setembro e terminaram nesta quarta, 15, no Parque Ambiental.

Os estudantes, com idade entre 12 e 14 anos, estudaram sobre a preservação ambiental durante esses três meses. “Vou levar para vida todas as lições que aprendi no curso, como a de que precisamos preservar o meio ambiente para que as futuras gerações possam usufruir de um mundo melhor”, comenta a aluna Larissa Martins.

Para a seleção dos alunos 63 se inscreveram e por meio de uma prova de seleção aplicado pela Polícia Ambiental, cujo conteúdo foi baseado na temática ambiental, 20 foram classificados e participaram do curso todas as segundas e terças-feiras, na sede da Polícia Ambiental, porém, 16 se formaram.

Para o prefeito Wagner da Rosa, além de aprender as noções de ecologia e outros assuntos relacionados, o curso de Protetor Ambiental Mirim direciona a ser um cidadão exemplo para sociedade, tendo como alicerces a disciplina e o respeito. “Queremos agora que esses alunos sejam multiplicadores da preservação do meio ambiente e levem para os clubes de mães, terceira idade, o aprendizado que tiveram no curso”, lembra.

O soldado Alex Ramos coordenou as aulas, que debateram desde o Histórico da Polícia Militar e Ambiental, até a reciclagem, legislação ambiental e principalmente, a educação ambiental, além da realização de blitz ecológicas. “Os alunos também tiveram aulas práticas, como caminhadas ecológicas”, comenta.

O objetivo principal do projeto é transformar os alunos protetores ambientais em multiplicadores e defensores do meio ambiente. Após o período de capacitação, os alunos estarão aptos a desenvolver atividades educativas e práticas relacionadas com a preservação, feiras e blitz ambientais, além de campanhas educativas e palestras.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Absurdo: Cão é estuprado e esfaqueado em MG


Ao ler esta matéria ficamos chocados com o tamanho da maldade do homem. Saber que alguém, que se diz "ser humano" foi capaz de tal ato nos deixa com pensamentos inapropriados de vingança e desprezo. Mas, o momento agora é de reflexão e ajuda. O Tigre, este cãozinho acima, foi estuprado (isso mesmo), esfaqueado e pregado por um monstro na cidade de Belo Horizonde (MG). Ele foi encontrado entre a vida e a morte em uma parada de ônibus.

Socorrido por uma voluntária, ele está recebendo o tratamento devido em uma clínica veterinária. Os custos para os cuidados com o cachorro estão sendo por conta de Suzana Caporali, que é voluntária de um grupo de proteção de animais na capital mineira. Então, quem tiver compaixão, e quiser colaborar para salvar a vida do Tigre, pode entrar em contato no E-mail caopartilhe@caopartilhe.com.br

O estado de saúde do Tigre se encontra estável. Ele ainda está bastante ferido, mas segundo o veterinário que cuida do caso o animal está com as dores controlada com medicação. Agora estão fazendo trabalho de fisioterapia, para que ele volte a andar, já que teve o quadril deslocado, devido ao estupro que sofreu.

Quer saber mais e ver mais fotos chocantes deste assunto? Então, clique aqui!


Fonte:
Blog Dica de Música

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Monstro joga fogo em ninhada de gatinhos em Criciúma


Uma ninhada de gatinhos que se abrigava em um terreno baldio na Rua Esteves Júnior, bairro Cruzeiro do Sul, proximidades do Hospital São Joao Batista, foi vítima de um ato de extrema crueldade na noite dessa quinta-feira. Por volta das 20 horas, um morador ainda não identificado ateou fogo na mata. “A valente mãe conseguiu retirar três filhotes chamuscados pelas labaredas e que foram socorridos por duas senhoras que chegaram a tempo”, relata Sergio Norberto Canarin, voluntário da ONG SOS Vira-Lata. “Fomos acionados e levamos os filhotes, um deles cheio de álcool gel, para uma clínica veterinária.”


Fonte:
Portal Engeplus

Ong suspende atendimento de animais doentes em clínicas


Conhecida por realizar inúmeras feiras de adoção de animais na Praça do Congresso e recolher animais doentes para tratamento a Ong SOS Vira Lata suspendeu o tratamento de animais em clínicas veterinárias. “Infelizmente chegamos a esse ponto, por tempo indeterminado, devido ao pouco dinheiro em caixa. Nos últimos 90 dias o número de atendimentos aumentou muito”, conta o presidente, Samir Veran. Segundo o voluntário o número de animais que precisam de atendimento é muito maior do que os valores arrecadados. “Precisamos pelo menos equilibrar isso”, completa.

Quem quiser colaborar pode depositar qualquer quantia no Banco do Brasil, agência 3420-7, conta 100.392-5. O CNPJ da Ong é 11.825.120/0001-44. O trabalho da organização é o único na cidade voltado ao tratamento de animais. Sem Centro de Controle de Zoonoses os voluntários, que não recebem qualquer tipo de ajuda de custo, organizam jantares e pagam o tratamento dos bichos doentes.

Pedágios devem ser realizados nos próximos dias para angariar fundos e dar continuidade aos trabalhos. Contato do dentista Samir Veran, presidente da Ong, 9919.8662


Fonte
Engeplus - Jornalista Daniela Niero

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Furão resgatado encontra novo lar no Parque Ecológico de Maracajá


O mais novo animal do Parque Ecológico de Maracajá já está bem adaptado a nova casa. É o que garante o diretor de Turismo, Márcio Rodrigues da Silva. O animal chegou ao parque após ser encontrado em um banheiro de uma casa em Araranguá. Ele recebe alimentação duas vezes por dia, assim como os demais animais. O furão gosta de carne e por isso recebe o alimento moído.

O furão está em uma gaiola apropriada. Primos de gambás e lontras, o furão ganhou a domesticação a muitos anos atrás, sendo um animal com temperamento brincalhão, tanto em bando quanto com humanos. São animais extremamente curiosos e não perdem esse temperamento com o passar da idade.

O furão é um mamífero carnívero da familia dos Mustelídeos. Existem diversas espécies de mustelídeos, sendo a mais conhecida o furão-doméstico (Mustela putorius furo), utilizado como animal de estimação em vários países do mundo. Ao contrário do que algumas crenças populares indicam, os furões não são roedores e pertencem à família das doninhas, na qual se incluem os texugos e as lontras.



Fonte:
Assessoria da Prefeitura de Maracajá

Unidade de Zoologia da Unesc ganha nova coleção de animais


Estudantes, professores e toda comunidade têm um novo atrativo na Unidade de ZoologiaProfessora Morgana Cirimbelli Gaidzinski, da Unesc. A Unidade apresentou na tarde de hoje (27/10) a sua nova coleção do acervo Animais da Mata Atlântica, que fica no prédio da biblioteca. “O acervo ganho novos animais e foi revitalizado com um novo cenário, produzido com materiais reciclados”, comentou a coordenadora da unidade, professora Morgana Cirimbelli Gaidzinski.

Além de novas espécies, a coleção vai apresentar os principais impactos ambientais da região sul do estado de Santa Catarina, responsáveis pelas mortes da fauna regional. “Esperamos que a sociedade usufrua deste espaço educativo, que é gratuito e da comunidade”, destacou o reitor da Universidade, Gildo Volpato. A Unidade conta com 67 animais, sendo nove espécies de aves, dez de mamíferos, uma de reptil e três de aracnídeos. Cada espécie tem mais de um exemplar.

A nova coleção possui imagens fotográficas da região, sons e efeitos especiais, com o objetivo de aumentar a interatividade do público visitante. O novo cenário foi produzido pelo artista plástico Serafim JB. O projeto foi desenvolvido com apoio do Funturismo (Fundo de Incentivo ao Turismo de Santa Catarina).

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Clima: Meteorologia confirma neve em três cidades de Santa Catarina nesta quinta-feira

A Epagri/Ciram, órgão estadual que monitora as condições meteorológicas, confirmou por volta das 10h desta quinta-feira o registro de neve em pelo menos três cidades da Serra Catarinense durante a madrugada. Nevou em São Joaquim, Urubici e Urupema. Nesta última, há relatos da queda de flocos de neve ainda durante a manhã. A temperatura, às 10h, estava em 2 graus Celsius (ºC) na área central da cidade. Segundo moradores, a neve, apesar de em pequeno volume, continuava a ocorrer.

O meteorologista Marcelo Martins confirmou que as condições continuam propícias para a formação de neve ou de chuva congelada (queda de gotas d´água congelada do céu) até a noite nas cidades da Serra — especialmente no Planalto Sul, onde as nuvens estão baixas e o ar mais úmido. As temperaturas continuam baixas em todas as regiões, não passando dos 12ºC durante a tarde em boa parte dos municípios.

Na madrugada, militares da base da Aeronáutica no Morro da Igreja em Urubici, na região Serrana, acompanharam a queda dos flocos de neve por cerca de seis horas. Parou de nevar no começo da manhã. Em São Joaquim, teria nevado em localidades do interior da cidade até as 4h.


Fonte
ClicRBS

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Meio Ambiente: Leão marinho é encontrado morto no Balneário Rincão


Um leão marinho foi encontrado sem vida na orla do Balneário Rincão na quarta-feira, dia 28. Pescadores acreditam que o animal tenha vindo da Argentina, pela corrente de água, e por falta de alimentação tenha morrido. Eles ainda tentaram contato com Ambientalistas da Unesc, afim de saberem se o animal poderia ser útil para algum estudo.

Foto: Colônia de Pescadores Z-33 - Balneário Rincão


Por,
Tânia Giusti
Acadêmica e Colaboradora do Blog

terça-feira, 20 de julho de 2010

Notícia: Unidade de Zoologia promove 1ª edição do programa Férias no Museu


Crianças da Escola Municipal Jorge Biff, da Vila São Jorge, em Siderópolis, tiveram uma tarde inesquecível hoje (20/7) no campus da Unesc. Sentados no chão, olhinhos brilhando e arregalados, largo sorriso no rosto e muitas gargalhadas, eles assistiram as apresentações do mágico Vilson Scheneider. A atividade faz parte da primeira edição do programa Férias no Museu, promovido pela Unidade de Zoologia da universidade. Escolas que desejarem participar do programa, podem ligar para (48) 3431-2573 e agendar sua inclusão na programação, das 9h às 10h30 ou das 14h às 16h.

Durante a segunda quinzena do mês de julho, a Unidade de Zoologia preparou uma programação especial, com muita diversão e atividades interativas para todas as idades. Dentre as atrações estão a “Magia Animal”,”Cineanimal com Pipoca” e “Zoo Oficinas”. Segundo a coordenadora, professora Morgana Cirimbelli Gaidzinski, a iniciativa busca promover momentos lúdicos para crianças e jovens e ressaltar a importância dos museus como um espaço de diversão, cultura,e entretenimento.


Fonte:
Assessoria de Imprensa da Unesc

terça-feira, 13 de julho de 2010

Criciúma - A Cidade que passou por cima do seu rio

A cidade de Criciúma passou por cima do seu rio e o mesmo está respondendo a agressão sofrida, com o transbordamento dos canais subterrâneos em decorrência das fortes chuvas, alagando as vias públicas e inundando estabelecimentos comerciais. Apenas no mês de janeiro de 2010 houve três enchentes com transtornos e prejuízos a população. Veículos ficam boiando nas vias públicas e comerciantes amargam com prejuízos que o seguro não cobre. Até o maior shopping da cidade foi alagado.

O crescimento desordenado da “Capital do Carvão” a partir da década de 1970 não valorizou a bacia do rio Criciúma e seus afluentes. A grande maioria dos córregos e riachos (atualmente 117) foram aterrados ou canalizados. Muitas nascentes foram obstruídas porque criavam banhados, ou seja, tornavam-se inconvenientes espaços no perímetro urbano não planejado. Ruas surgiam sem traçado algum para atender comércios estabelecidos sem nenhum critério. Não fosse a Linha Férrea, não existiria a Avenida Centenário como referência atravessando a cidade, possivelmente até os motoristas criciumenses se perderiam no complicado trânsito.

A Prefeitura Municipal de Criciúma será contemplada com recursos do PAC no valor de R$ 21.800 milhões para implantar o Projeto Básico Executivo de Macrodrenagem da Bacia Hidrográfica do Rio Criciúma elaborado pela PROSUL, porém não resolverá o conflito do transbordamento, poderá sim amenizar proporcionando o escoamento mais rápido das águas, mas continuarão a invadir as vias públicas e o comércio sempre que houver as assustadoras precipitações pluviométricas, que tendem a ocorrer com mais frequência e intensidade com as mudanças do clima.

O projeto foi elaborado para uma obra de engenharia com muita tubulação e muito concreto, ou seja, é uma tentativa de solução com o alargamento do curso do canal em alguns pontos, é, portanto paliativo. O recurso é público e precisa ser transparentemente bem aplicado sob o olhar da sociedade civil organizada. Chega de obras mal construídas e com desvios de verba em licitações manipuladas. Por isso deverá ser debatido no Comitê de Bacias do Rio Araranguá (CGBHRA) e em Audiências Públicas (AP) em local de fácil acesso ao público criciumense. Existe uma mania política na região de que não se deve intervir nos projetos,
mesmo que seja para torná-los úteis, pois a preocupação maior dos governantes e políticos é não perder a oportunidade da verba ser repassada as empreiteiras para a conclusão da obra, ou seja, o tal de resultado imediato, o mesmo errôneo e repetitivo procedimento que sempre resulta em problemas no futuro.

Os rios são como as veias do corpo humano, precisam estar sempre livres para a circulação do sangue, se gorduras se localizam em determinado ponto, é preciso retirá-las e o paciente deve adotar procedimentos e regime para evitar alimentos que contenham gordura. O caso do rio Criciúma é preciso renaturalizá-lo, dando-lhe condições de correr em seu curso, mas também é necessário adotar programas de aspecto preventivo como forma de reduzir o impacto das chuvas. Certa vez perguntei ao Senhor Manique Barreto (num casual encontro no aeroporto) o que deveria ser feito para reduzir o problema das cheias na cidade de Criciúma e o mesmo respondeu prontamente e sabiamente que deveria ser retirado tudo que estivesse sobre o rio. Imagine então a beleza cênica do Rio Criciúma restaurada, não mais sendo invadida pelo concreto da cidade. Pode até as atuais gerações não agradecerem, mas as futuras certamente que sim se realmente vir a ser executado algo decente e elogiável.

Não vemos o processo com a facilidade que os técnicos visualizam, resolvendo facilmente os problemas com soluções inviáveis no papel, quando na prática é bem complexo. Uma cidade colocou o seu rio na UTI e precisa salvá-lo, devolver a vida ao mesmo. Os pilares de construções privadas dentro do leito são como estacas no peito de alguém! O Estudo da PROSUL não é o que se esperava, mas faz um apontamento sincero e claro, quando afirma
‘’que as áreas localizadas as margens do canal do rio Criciúma devem ser consideradas como áreas de preservação permanente APP medidas a partir da margem do referido canal nas seguintes faixas: Largura de fundo do canal projetado igual a 09,00 metros e faixa da margem considerada APP igual a 30,00 metros.’’ Os técnicos precisam ir além e determinar a retirada de qualquer edificação que obstrua o curso da água e coloque em risco a segurança da população, pois cheias mais intensas poderão ocorrer.

Obviamente que nestas circunstâncias é preciso a participação do Ministério Público Estadual e Federal, para exigir o cumprimento da legislação da mesma forma que agem contra agricultores que utilizam as margens dos rios (mata ciliar) para o plantio e são processados. O rigorismo da lei tem que valer também no perímetro urbano. O Art. 2 do Código Florestal nº 4.771 de 1965 foi totalmente desobedecido, como também o Art. 3 da Resolução do CONAMA nº 303/2002 é bem clara quando defini o que é uma APP. A devastação da mata ciliar no rio Criciúma não atende nem o Código Ambiental de SC que é mais flexível quanto às suas dimensões.

Uma das primeiras alternativas é promover uma campanha que sensibilize os criciumenses a gostar do seu rio, valorizar a água que corre das nascentes e respeitar a mata ciliar. Pode até ser ‘’frescura’’ de ambientalismo, mas é um romantismo cientificamente comprovado que dá certo. Outra alternativa mais bruta/rígida é destruir as áreas de concreto desnecessárias que impermeabilizam o solo tanto em espaços públicos quanto privados. Se a água da chuva cai sobre áreas pavimentadas, a tendência é aumentar o escoamento para os cursos d’água e/ou áreas baixas da bacia. É um absurdo asfaltar as laterais da pista de uma rua ou avenida apenas para veículos estacionarem, esta faixa deveria se de paralelepípedo ou lajota para possibilitar a infiltração das águas. É preciso aumentar as áreas verdes para facilitar a infiltração das águas das chuvas. Certamente que havendo mais verde no perímetro urbano também reduzirá o insuportável calor na cidade de Criciúma.

O sistema de esgoto em implantação evitará em grande parte a contaminação dos recursos hídricos, mas a cultura do lixo também deve ser combatida, pois os resíduos urbanos assoreiam os canais e entopem as tubulações. Por outro lado no projeto de esgoto em andamento já era para ter previsto a construção de piscinões, grandes cisternas e caixas d’água nos prédios para a coleta de água da chuva.


As grandes riquezas econômicas de Criciúma deveriam também contribuir com a renaturalização ou revitalização do rio Criciúma, como uma espécie de medida compensatória pelos danos causados. É preciso algum sacrifício por parte de todos para reduzir o impacto das cheias no perímetro urbano da cidade como também na Bacia Hidrográfica do Rio Araranguá.



Por,
Tadeu Santos
Colunista "De Olho na Natureza"

Meio Ambiente: Mina 101 sofre embargo da Fundai em Içara

Até que uma nascente seja demarcada e o curso tenha uma margem preservada de 30 metros, as obras da Carbonífera Rio Deserto na comunidade de Santa Cruz estarão embargadas. A paralisação das atividades na Mina 101 foi desencadeada pela Fundação Ambiental de Içara (Fundai) na manhã desta terça-feira. A notificação emitida pelo fiscal Múcio Bratti Júnior não foi assinada por representantes da empresa. Ainda assim, determina o pagamento de R$ 200 mil em multa.

Conforme o superintendente da Fundai, Geraldo Baldissera, para que fosse constatado o dano ao meio ambiente foi necessária a contratação de um especialista. Isto porque a fonte estava descaracterizada. O caso agora será encaminhado ao Ministério Público. Esta já é a segunda vez que a carbonífera tem os trabalhos embargados pelo Município neste ano. Mas em abril, a empresa conseguiu romper a paralisação das atividades através de um agravo de instrumento em Florianópolis.

Fonte:
Canal Içara

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Web: Microalgas viram biocombustível com tecnologia de Santa Catarina

Uma empresa de Blumenau gerou uma tecnologia para cultivar microalgas e, com elas, produzir biodiesel e produtos para indústrias alimentícias e farmacêuticas. A H2ALLPesquisa e Desenvolvimento Tecnológico em Energias Renováveis desenvolveu a novidade com recursos do programa Sinapse de Inovação, financiado pela FAPESC e FINEP.

Executado pela Fundação Certi, o programa teve por objetivo transformar boas idéias em negócios de sucesso e contou com mais de R$ 6 milhões em recursos aplicados em dezenas de empresas nascentes. A H2ALL foi uma delas e recebeu R$ 50 mil para iniciar o processo de transformar a pesquisa em negócio.

Os resultados do projeto financiado pelo Sinapse terá aplicação indireta na modernização da matriz energética brasileira, acredita outro sócio – Luiz Alessandro da Silva, pesquisador na área de biocombustível com ênfase nos processos de produção de biomassa microalgal.

A soja é a oleaginosa mais usada no Brasil para produzir biodiesel. O país colheu uma safra recorde em 2009/2010 (68,7 milhões de toneladas) e parte dela foi usada para garantir 85 por cento da produção nacional de biodiesel. Mas já se fala em reduzir o plantio no Mato Grosso, atual principal produtor do grão e buscam-se outras matérias-primas para assegurar a possibilidade de se misturar 5 por cento de biodiesel no diesel.

Estudos sobre o uso da palma – cujo conteúdo de óleo é maior que o da soja – estão sendo conduzidos, porém mesmo que sua viabilidade for comprovada, trata-se de uma cultura agrícola que requer certo tempo para atingir o ponto de colheita.

As microalgas crescem muito mais rapidamente e permitem maior produção de biocombustível, além de apresentar vantagens ambientais. Com a tecnologia gerada pela H2ALL, seria usado o gás carbônico das emissões gasosas industriais, como fonte de carbono para a alimentação das microalgas. A biomassa extraída do processo de cultivo servirá para a produção de biocombustível por craqueamento térmico e de biocomposto por extração, o qual pode ser empregado na indústria alimentícia e farmacêutica.


Fonte:
Blog Tisc

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Meio Ambiente: Empresa de Içara realiza várias ações ambientais


Ao completar 50 anos a rede de Supermercados Giassi reforça as ações socioambientais que realiza. A empresa decidiu adotar esta postura de colaborar com a conservação ambiental de forma mais efetiva a partir de agosto de 2007. Nesta época implantou o programa “Grandes amigos protegem o meio ambiente”. Desde então foram criadas diversas ações que envolveram os clientes de todas as lojas da rede. Para este ano outras campanhas estão sendo programadas.

Treinamento

Um das ações tem foco no treinamento dos colaboradores para sensibilizá-los a contribuir com a gestão ambiental da empresa. Também é realizada a campanha para coleta de óleo de cozinha usado.A rede recebe óleo dos clientes e coleta todo o óleo da produção das padarias das lojas. Todo este óleo é encaminhado a uma empresa que o transforma em biodiesel.

Coleta de sacolas

O Giassi também possui o programa de coleta de sacolas plásticas. Todas as lojas da rede possuem pontos de coleta de sacolas e filmes plásticos. O material coletado mensalmente é encaminhado para reciclagem. Além disso, a rede oferece embalagens alternativas, as conhecidas sacolas retornáveis. As sacolas são vendidas a preço de custo e são uma opção para os clientes que desejam colaborar com a redução dos impactos ambientais gerados pela utilização de sacolas plásticas.

Lâmpadas fluorescentes

As lâmpadas fluorescentes das lojas são encaminhadas para a Central de Distribuição. Depois são entregues para empresas terceirizadas que realizam a descontaminação e destinação correta para este tipo de resíduo. Além disso, também são coletadas pilhas usadas. As unidades são encaminhadas para aterro industrial por uma empresa especializada.

Coleta seletiva

A coleta seletiva também é realizada nas lojas e os resíduos são encaminhados para reciclagem. Os resíduos orgânicos da Administração Central são utilizados no processo de compostagem para fabricação de adubo orgânico. Todo o composto gerado é utilizado em horta própria.

Como funciona?

Coleta de sacolas plásticas e óleo de cozinha usado: Todas as lojas possuem coletores para os dois tipos de descarte. Para o descarte do óleo, orientamos para que sejam depositados em garrafa pet ou de vidro.

Sacolas retornáveis: São vendidos quatro modelos de sacolas com diferentes tipos de materiais. Todas a preço de custo.

Coleta de pilhas: Informe-se sobre os coletores dentro das lojas da rede.

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Animais: Feira de filhotes no Criciúma Shopping


Quem resiste a carinha fofa de um filhote de cão ou gato? Pois os apaixonados por animais terão um “prato cheio” no Criciúma Shopping. Desta quarta-feira até o dia 2 de maio, das 10 às 22h, ocorre no estacionamento do shopping, a Feira de Filhotes, onde cães e gatos serão apresentados ao público, assim como as novidades no mercado pet. Entre as raças exóticas apresentadas estarão o Chinese Crested Dog (conhecido como cão pelado de crista), Chow Chow (cão com língua azul), Chihuahua (o menor cachorro do mundo) e o Shar-pei (o cãozinho enrugado).


Fonte:
Assessoria de Imprensa (Milena Nandi)

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Animais: Três cachorrinhos precisam de um novo lar


Três filhotes de cão vira-latas estão para doação. A psicóloga Rita Guimarães, de Criciúma, achou a ninhada com seis filhotes abandonados a própria sorte na beira de uma estrada. Três já foram encaminhados para a feita da SOS Vira-Latas para serem doados, porém, ainda restam mais três cachorrinhos que precisam de um lar. São duas fêmeas e um machinho. Segundo a veterinária que atendeu a ninhada os animais têm aproximadamente 45 dias. Todos já foram vacinados e desverminados. Quem tiver interesse em dar um lar para um destes bichinhos podem entrar em contato no telefone (48) 3462 6402. A Natureza agradece!

Notícia: Ex-ministra do Meio Ambiente vem a Criciúma

A ex-ministra do Meio Ambiente e candidata a Presidência da República, Marina da Silva, virá ao Estado de Santa Catarina nos dias 07, 08 e 09 de Maio, iniciando por Criciúma onde fará uma palestra no período da manhã do dia 08, no auditório da UNESC, aberto ao público em geral. Após o debate na UNESC, a Senadora participará de um almoço na Comunidade Rural de Santa Cruz, em Içara, como forma de manifestar apoio à resistência da justa causa dos agricultores que tentam preservar suas terras e seus recursos hídricos da ameaça da mineração do carvão mineral. Na ocasião entregaremos um documento a Senadora Marina contestando a instalação da USITESC, em Treviso, já que a FATMA emitiu a LAI na contramão da história, quando o mundo inteiro está abandonando a queima de combustíveis fósseis em função do aquecimento global que tantas tragédias climáticas tem provocado, principalmente aqui na região.


OBS. Esclareço que não sou filiado a nenhum partido político, exercerei a minha cidadania política votando nos candidatos que mais acredito na capacidade de promover transformação e mudanças na área socioambiental. Simpatizo com candidaturas que comprovadamente tenham preocupação com o socioambientalismo tanto do PV, quanto do PP, PT, PCB e PSTU.


Por,
Tadeu Santos
Ambientalista e Colaborador do Blog

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Política: Assessoria da Prefeitura de Içara manda nota sobre assunto dos Escoteiros

Nota da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Içara

Em encontro realizado no dia 22 de março de 2009 entre o prefeito Gentil da Luz e o chefe do grupo de escoteiros Djalma Escaravaco de Içara, Felix Rabassa, o prefeito içarense garantiu apoio ao grupo acreditando que a entidade desenvolve um trabalho importantíssimo no município e precisa do engajamento de toda sociedade para manter suas atividades.

As definições quanto às necessidades elencadas por Rabassa pautaram outras reuniões sendo a última ocorrida ontem (22) quando foi determinado que as solicitações serão atendidas pelo Poder Publico através de convênio que será, de acordo com a secretária de Administração, Micelia Luiz, encaminhado ao Legislativo na próxima semana.

O convênio inclui, entre outros itens, a viabilização de recursos para aquisição de barracas e materias de trabalho e apoio ao evento que será realizado no mês de maio em comemoração ao Dia Internacional dos Escoteiros.

“Logo não entendemos a veiculação de texto, com data de hoje (23) no site Içara News/Colunistas (Onda Verde) no qual constam inverdades sobre as definições tratadas em reuniões. Afirmo que em nome do prefeito Gentil da Luz os caminhos para estas conversas sempre esteve aberto, principalmente por se tratar de uma entidade que tem como foco as pessoas; direcionamento também adotado pela atual administração”, explicou Micelia Luiz.

Esta é reprodução da citação do prefeito Gentil da Luz de material encaminhado pela assessoria de Imprensa /PMI no dia 22 de março - “Quando recebi a notícia de que as atividades estão suspensas prontamente marquei esta reunião, pois acredito que a entidade deve estar sempre fortalecida, afinal os prefeitos passam, mas as entidades permanecem. O grupo é muito importante para cidade, assim como na formação e educação das nossas crianças e adolescentes. É um projeto de cidadania que terá sempre o apoio da Administração Municipal e vamos juntos solucionar estes problemas para que em menos de seis meses voltem às atividades de cara nova e ainda mais forte”, salientou Gentil.

Assessoria de Imprensa PMI (Alexandra Cavaler)

Nota do Blog: Informamos aos nossos blogueiros e leitores que a matéria fora veiculada no dia 22 de abril de 2009, ao contrário da nota remetida pela Assessoria de Imprensa da Administração Municipal de Içara. Lamentamos a maneira que fomos abordados pela equipe de Comunicação, que EXIGIU que a matéria fosse retirada do ar, cometendo um erro gravíssimo de censura a imprensa. Ato que já acabou depois das Diretas Já, em 1985, com a queda da Ditadura Militar Brasileira. Nós, jornalistas temos a obrigação de esclarecermos a sociedade sobre assuntos que não chegam a todos, e nós, comunicadores temos o privilégio de estarmos lado a lado da informação. Diante disso, é nosso DEVER não nos curvarmos diante a pressões políticas, eleitoreiras, ou de qualquer tipo de opressão realizada por instituição, pessoa ou órgão. A imprensa é o caminho da busca pela verdade e sempre estaremos atentos as promessas realizadas por políticos. Assim, se não forem cumpridas, teremos o prazer de alertar a população dos fatos. Sou jornalista, e não desisto nunca!


Por,
Maíra Rabassa
Jornalista SC 1886

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Política: Que feio! Prefeito de Içara MENTE para Escoteiros


Promessas de políticos são coisas que as pessoas deveriam aprender que não passam de embromação, enganação, engôdo! Mas, mesmo assim, as pessoas ainda acreditam no impossível, de que as pessoas ainda podem manter suas palavras já que afirmaram promessas diante a um grande número de pessoas, gravações digitais e entrevistas publicadas, como a que temos em nosso blog.

Se você pesquisar no dia 27 de junho de 2009 irá encontrar uma entrevista dada pelo então prefeito de Içara, Gentil da Luz (a foto acima e as gravações que eu tenho não enganam). Na época, em alto e bom som, o gestor AFIRMOU que iria apoiar as necessidades do Grupo de Escoteiros de Içara para manter suas atividades, além de outras parcerias entre o poder público e a instituição que tem mais de 30 anos de trabalhos voluntários em prol a sociedade içarense.

O problema é que agora esqueceram de tudo isso. Acredito que o poder levou a sua cabeça o velho "branco" que todos eles têm quando assumem cargos de chefia, pois já diz o ditado: Dê o poder para alguém para conhecer quem. E aqui é um grande exemplo disso. Então, o Grupo de Içara está com as atividades suspensas até segunda ordem, até agosto deste ano, para buscar meios para manter suas portas abertas.

E o descaso do poder público municipal é VERGONHOSO! E eu, como ex-integrante deste Movimento que me transmitiu valores e a consciência de integridade e de ajudar o próximo, não posso me calar e ficar de braços cruzados diante de tamanho desrespeito do Executivo Municipal. Além disso, têm os vereadores, que ficam apáticos em suas salinhas na Câmara Municipal, e recebendo seus salários gordos e deixam de fazer a sua função, que é FISCALIZAR o Poder Municipal, e cobrar melhores condições para seus munícipes.

Leia a matéria e tire você suas:

No último sábado (27/06) o prefeito de Içara, Gentil da Luz, acompanhado do presidente da Câmara, Acirton Costa, esteve visitando a sede do Grupo Escoteiro Djalma Escaravaco (foto acima), para conhecer as dependências, o pessoal, a atividade e também ficar a par das necessidades e como sobrevive o grupo. Acompanhe os pontos principais da conversa.

Parceria
Após uma apresentação do prefeito sobre os projetos que estão sendo encaminhados e já em execução pela Administração Municipal, ficou praticamente acertada uma parceria com o Grupo para efetiva participação nos referidos projetos, desde que dentro das atribuições e viabilidade para os escoteiros. A chefia do grupo escoteiro entregou a Gentil um documento apresentando a entidade, descrevendo as necessidades e demonstrando os projetos do grupo que já estão em andamento, em especial o Projeto Quati, que visa o plantio de árvores frutíferas nativas por toda região.

Meio Ambiente
Na opinião do prefeito o horto tem que ser mais forte, mais direcionado para a cidade. Dentro disso o Gentil apontou que os escoteiros podem exercer uma função muito importante nesta área. Deixaria o horto à disposição do Grupo de Escoteiros e levará para as escolas municipais a Onda Verde (parceria com a Secretaria de Educação) e assim difundir aos pais sobre a importância de colocar seus filhos no Escotismo, assim como, no que se refere à Educação Ambiental.

Centro de Zoonoses
Projeto “Meu cão” – Centro de Zoonoses. Gentil destacou que “o problema hoje está muito grave em Içara” quanto à questão dos animais de rua. “Ainda não temos o modelo fechado. Estamos num primeiro momento em uma discussão com a cidade, e como as comunidades podem se envolver”. Ele revela que a criação do projeto será uma parceria entre as Secretarias de Saúde, Agricultura e de Assistência Social. E algumas ações que podem fazer parte do projeto estão: Cadastros dos cães – Secretaria da Agricultura, na Vigilância comunitária; Possibilidade de Castração. Na frente do projeto ficará o bioquímico e pós-graduado em Meio Ambiente, Fabrício Possamai.


Por,
Maíra Rabassa
Jornalista SC 1886
Editora do Blog

sábado, 3 de abril de 2010

Ciência: Conselho vai fiscalizar laboratórios que usam cobaias animais


Mais de um ano após a aprovação da Lei Arouca, que trata do uso de cobaias em pesquisas e no ensino, entrou em funcionamento no País o Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (Concea). Como o próprio nome diz, um dos principais objetivos do órgão, vinculado ao Ministério de Ciência e Tecnologia, é aumentar o controle da utilização de cobaias e garantir o cumprimento das normas para o uso ético de animais.

A indicação dos 28 integrantes do colegiado, entre titulares e suplentes, foi feita em dezembro. Há representantes de ministérios, da Academia Brasileira de Ciências, da Federação Brasileira de Indústria Farmacêutica e de sociedades protetoras dos animais, entre outros. No fim de fevereiro, o pesquisador da Fiocruz Renato Cordeiro foi nomeado coordenador do conselho.

Hoje não há no Brasil informações sobre o número de cobaias criadas e utilizadas em laboratórios e em aulas em universidades. Essa é uma das questões que o Concea terá de responder. O próximo passo será o cadastramento no Concea das instituições que usam ou criam cobaias - as mais utilizadas no País são ratos e camundongos, diz Cordeiro. A partir do registro será mais fácil mapear a situação da experimentação animal no País.

Para se credenciar no Concea, as instituições precisam ter comitês de ética - muitas delas já possuem. Os comitês têm a responsabilidade de aprovar os estudos que necessitam de animais. Uma das metas do conselho é que as agências de financiamento só liberem auxílios para pesquisas cujos projetos tenham sido autorizados previamente por esse tipo de comitê.

quarta-feira, 24 de março de 2010

Gatos: Gatinha abandonada e vítima de maus tratos


No último dia treze, duas gatinhas (ainda filhotes) foram abandonadas no bairro Comerciário em Criciúma. Uma delas foi adotada na quarta edição da Feira de Adoção da SOS Vira-Lata. A outra (deitada na frente na foto), apresentava indícios de maus tratos e escoriações nas patas traseiras, que foram devidamente tratadas por um médico veterinário.

A gatinha se alimenta e faz suas necessidades normalmente, porém, anda com um pouco de dificuldade devido aos machucados nas perninhas, sendo este um problema temporário. Segundo o profissional, ela é muito dócil e precisa de descanso e carinho para se recuperar completamente. Depois de dez dias em observação e tratamento, esta linda gatinha procura um lar feliz, que respeite os animais e os ame como merecem!

Interessados em adotá-la podem entrar em contato com Joice pelo fone (48) 8459-2070

Crime: FATMA lança campanha para denúncia de crimes ambientais


Com o mote “A natureza não pode falar, mas você pode” a Fundação do Meio Ambiente (FATMA) lançou na última semana uma campanha inédita de combate a crimes ambientais em Santa Catarina. O objetivo é conscientizar a população de que todos podem se tornar fiscais do meio ambiente, através de denúncias anônimas sobre possíveis crimes ambientais.

O órgão vai ampliar os meios para a realização de denúncias, com a criação do Disk-Denúncia (0800-64485000), do hot site –
denunciaambiental.sc.gov.br e do link para denúncia ambiental no portal da Ouvidoria Geral do Estado – www.ouvidoria.sc.gov.br .

O cidadão que realizar denúncia terá um login e senha criado para acompanhar o andamento do processo se quiser. No momento em que receber a denúncia, a Ouvidoria da FATMA encaminhará imediatamente a solicitação para a diretoria de Fiscalização da FATMA. Dependendo do tipo de ocorrência a Polícia Militar Ambiental também será acionada para dar cobertura ao atendimento da denúncia.

Do Leitor: Castanheira desconhecida gera curiosidade de Internauta




Do Leitor

"Prezados amigos, aí estão imagens da castanheira, em um deles tem um pitaguari, pássaro que fotografei nesta árvore. Se desejarem podem procurar a minha página do Flickr e ver outras fotos dessa castanheira, pois fotografo muitos pássaros nela. Sigam essa caminho que é mais fácil: cearamoleque.com (que é o meu site) e neste vocês encontram a janela do Flickr é só clicar na imagem desejada e a foto abre na minha galeria do Flickr. Um grande abraço e mais uma vez, parabens pelo excelente site de vocês!" (Nivardo C. Nepomuceno)


Nota do Blog: Se você tiver alguma imagens, matéria, um tema interessante que gostaria de ler em nosso Blog, nos remeta um E-mail para o ondaverde2008@gmail.com que teremos o prazer de divulgar!

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Violência: Homem enterra animais vivos em Joinville (SC)


Não conseguimos encontrar palavras para expressar tamanho repúdio ao ato de terror cometido por um ser infame em Joinville (SC). Um funcionário da Secretaria Regional de Joinville enterrou vivos dois cachorros no começo desta semana e causou revolta entre moradores e ONG´s daquela cidade (foto acima). O monstro teria amarrado os dois bichinhos e jogado terra com uma patrola. A explicação do bandido para cometer tal ato, era de que os animais estariam “doentes” e por isso ele sacrificou os cães.

O caso foi denunciado pelo jornal A Notícia, que fez uma matéria especial falando do crime. Além disso, a morte dos animais está sendo investigada pela Polícia Civil, e o prefeito Carlito Merss também está pedindo agilidade no processo. Uma situação como esta é tão revoltante que ficamos imaginando a agonia destes animais indefesos no momento que foram soterrados, pior do que isso foram amarrados e não tiveram nem como lutar por suas vidas.

Nós do Blog Onda Verde repudiamos tal atitude e também queremos que a justiça seja feita para coibir novos monstros de cometerem tal crime!

Clique aqui para ler mais sobre o assunto.

sábado, 30 de janeiro de 2010

Clima: Site Terra dá destaque para situação das chuvas em Criciúma


Site Terra mostra na capa a situação de Criciúma depois de quase três dias de chuva na região. Confira as imagens e a matéria abaixo ou clique aqui:


Chuvas intensas atingiram Criciúma (SC) pelo terceiro dia consecutivo nesta sexta-feira. Os temporais estão causando estragos constantes na cidade e em todo o leste de Santa Catarina e Paraná. Em Urussanga, perto de Criciúma, Alcides Taschini Junior registrou o momento em que a chuva se aproximava: "A tempestade veio com muitos raios e fortes ventos que derrubaram árvores e destelharam casas".

Segundo a agência meteorológica Climatempo, os temporais constantes são uma combinação de ar quente e úmido, típicos da estação, e de um sistema de baixa pressão presente no oceano Atlântico. A agência ainda informa que há previsão de mais pancadas volumosas de chuva na região para este sábado.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Denúncia: Dunas com lixo na Praia do Rincão


Não adianta campanhas para incentivar a população de que devem colocar o lixo no ligar certo, para que as ruas não fiquem sujas e os boeiros entupidos, se não existem lixeiras disponíveis para o povo cumprir com estas orientações.

Tudo bem, que nem sempre o problema é de falta de estrutura, como o exemplo das fotos que estamos publicando nesta coluna. Quem olha as imagens avalia que seja de um lixão, mas não é. Todos estes sacos de lixos estão jogados nas dunas próximas a Lagoa do Jacaré, no Balneário Rincão (Içara).

Depois de uma obra de recuperação ambiental naquela região, para tornar um lugar para que os veranistas e turistas pudessem passar seus fins de tarde em um ambiente limpo, a sujeira de alguns “porcos” (homem) estão colocando todo o trabalho a perder.

Então, fica aqui a dica para a Prefeitura de Içara mandar uma equipe e verificar estas dunas e buscar os culpados da poluição.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Desordeiros Sonoros: Via pública não é pista de competição


Importunar o trabalho e o sossego dos outros é o que interessa aos disc-jóqueis ambulantes que pairam em Araranguá e outras cidades deste país e que deve dar um imenso prazer aos desobedientes jovens, que sabem que estão violando o direito dos outros sem serem punidos, por alguma razão, porque tem pais poderosos ou porque estão drogados.

Para quem mora no centro a madrugada de sexta pra sábado do dia 19/12/2009 foi um inferno, pois a cada meia hora algo extrapolava os limites da razão. Se tivesse uma viatura policial no centro certamente que teria apreendido uns dez carros apenas por irregularidade no trânsito. Somos da opinião que deveriam prender também os motoristas desordeiros.

Ouvir o barulho de uma cidade é imprescindível, coisa que não se pode evitar, porém quando os níveis de ruído ultrapassam o permitido pela legislação, o direito da população é desrespeitado de forma criminosa e é preciso a intervenção enérgica da autoridade. Transitar as 04:30 da madrugada pela cidade com o som ligado em alto volume é tão grave quanto praticar tráfico de drogas e em praça pública, pois o pânico provocado causa um malefício ao coletivo. Circular com cano de descarga alterado (carros e motos), além de produzir um barulho incômodo emite gases venenosos e de efeito estufa.

OBS. I - Carros com propaganda sonora agora circulam também aos domingos e ninguém faz nada para conter o abuso. Como não é um barulho normal de cidade e é prescindível deveria, portanto, haver regras para disciplinar o uso.

OBS. II - Ninguém é obrigado a ter que ouvir todos os dias ruídos ensurdecedores, programação com músicas de gosto duvidoso, inclusive algumas com palavrões, promessas de salvação, entre outras bobagens anti-culturais e educacionais.

OBS. III – Algo precisa ser feito para conter a má educação e intransigência, pois os jovens utilizam a via pública (Rua/Av) como se fosse uma pista de competição/corrida.


Por,
Tadeu Santos
Ambientalista e Colaborador do Blog

Notícia: Famcri encerra seu primeiro ano com saldo positivo


A Fundação Municipal do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri) comemora o ano de 2009. Muitos projetos, como a arborização da cidade, ecoponto, estação meteorológica automática, entre outros, foram desenvolvidos em seu primeiro ano de funcionamento. A Famcri foi instituída em setembro de 2008 tendo três pilares em seu trabalho: fiscalização, educação ambiental e licenciamento. Na fiscalização, a Fundação é reconhecida em todo o Estado como referência no quesito poluição sonora.


Ecoponto


Com o Ecoponto, os pneus inservíveis de pequenos geradores - como borracharias, oficinas, revendas, entre outros - estão recebendo destino correto, melhorando e diminuindo o impacto no meio ambiente de Criciúma. O depósito está situado na rua Miguel Napoli, no distrito do Rio Maina.



Programa de Arborização


A Famcri planta, a cada mês, cerca de mil árvores distribuídas pelas vias e logradouros públicos. O objetivo do programa é embelezar a cidade, além de melhorar o meio ambiente. As mudas são provenientes do horto municipal e de doações.



Estação Meteorológica


Em convênio com o ipat/ Unesc, Epagri/Ciram e a Fundação, a primeira estação meteorológica automática de Criciúma, foi instalada. Ela tem a capacidade de atualizar os dados climáticos medindo a precipitação da chuva, umidade do vento, radiação solar, entre outros. Quatro pluviômetros foram instalados em pontos estratégicos para que, se houver uma precipitação que possa causar enchente, um alerta seja emitido para a Fundação, Epagri, Unesc e Defesa Civil.



Projeto Nascentes

Mapear todas as nascentes existentes no município para que se tenha um relatório da situação de cada uma e se preserve ou se recupere, dependendo da situação, algumas delas, é o objetivo do projeto Nascentes. A Unesc está desenvolvendo o relatório que será entregue para a Famcri.

“Estes são apenas alguns projetos que foram e estão sendo desenvolvidos, por orientação do prefeito municipal. Encerramos nosso primeiro ano, com saldo positivo, desenvolvendo um trabalho com competência e com olhos para o ano de 2010 e buscando, sempre, o melhor para o meio ambiente de Criciúma”, disse o presidente Julio Cezar Colombo.


Fonte:
Assessoria de Imprensa

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...